A Paróquia

A Paróquia de S. José foi criada por Decreto de 16 de Julho de 1932 (Festa de Nossa Senhora do Carmo) do Bispo de Coimbra D. Manuel Luís Correia da Silva. Foi seu primeiro pároco o Pe. Ricardo Gonçalves que tomou posse no dia 22 de Outubro de 1932, data da bênção da primeira Igreja. Seguiram-se-lhe o Pe. Abílio Costa, Pe. Manuel Marques, Pe. Manuel Antunes, Pe. Aníbal Pacheco (de 1938 a Outubro de 1974) e, desde 6 de Outubro de 1974, o actual pároco Pe. João Castelhano.

Situada na altura nos arrabaldes da cidade e abrangendo uma população de 5000 pessoas, o crescimento da população residente foi tão rápido que logo em 15 de Junho de 1939, a Comissão da Fábrica da Igreja decidiu promover a construção de uma nova Igreja. A bênção da primeira pedra tem lugar a 19 de Março de 1954 e a sagração da nova Igreja ocorre a 19 de Março de 1962. Em 1963 dá-se início à construção da residência paroquial.

Em 2 de Fevereiro de 1980 é inaugurado o Salão Polivalente com uma capacidade de cerca de 400 lugares, a nova capela funerária e o arranjo urbanístico do adro.

Em 1982 começa a comemoração das bodas de ouro da paróquia que termina em 18 de Dezembro de 1983 com a sagração do novo altar e inauguração do arranjo interior da Igreja.

O crescimento urbanístico da zona prosseguiu de tal modo que o seu território, com uma população que deverá rondar os 40 000 habitantes, se assume hoje como área central densamente povoada provendo-se que alcance os 50 000 nos próximos anos.

Em 1990 o Bispo de Coimbra D. João Alves anuncia a intenção de subdividir a Paróquia, com a criação da nova Paróquia abrangendo a área do Vale das Flores, Pinhal de Marrocos, Portela e Pólo II.

As Conferências Vicentinas tiveram o seu início a 8 de Janeiro de 1933 (Conferência Masculina – Francisco Xavier – e Feminina – St.ª Teresinha – enquanto a Jovem – S. João Bosco, de 1940 a 1951, e a partir de 1988.

Continuar...