Conferência regional Alpha 30 junho 2018

Terá lugar no Seminário Maior de Coimbra uma conferência de formação Alpha, a 30 de junho, que preparará as equipas Alpha para darem o percurso nas suas paróquias. Participará em pleno a nova equipa de S. José formada por 11 pessoas, Rui Rato e esposa Sandra, Pedro Pestana e esposa Natércia, João Almeida e esposa Manuela, Inês Maurício, Dora Lopes, Nelson Mateus e esposa Joana, Isabel Lapa.
Estarão também outras equipas vindas de diferentes unidades pastorais da Diocese e de várias Dioceses do País como Lisboa e Braga.

 

 

 

Próximo Domingo 1 julho 2018: Dia da generosidade na partilha

Queremos começar, a partir de Domingo, uma organização Pastoral chamada de «pastoral da partilha» destinada à consciencialização e evangelização pela prática da Partilha dos Dons, intensificando o espírito e o desejo de contribuir com o que somos e temos.
Partilhar é um ato de fé, de compromisso, de gratidão e de reconhecimento a Deus pelo que Ele é, e pelo que fez e faz por nós. Ao oferecer os Dons da Partilha o cristão expressa a sua convicção de pertença a Deus, tanto de si mesmo como de tudo o que possui. Antes, portanto, de ser Partilha ela é Ação de Graças.
A Bíblia, no Antigo Testamento, recomenda o dízimo como um mandamento. No Novo Testamento o homem novo não tem senão a lei do amor e por isso S. Paulo, quando fala em partilha, não dá nenhum mandamento senão o do amor, dizendo:  « Quem dá que dê sem constrangimento pois Deus ama quem dá com alegria». E acrescenta citando a Bíblia «Quem pouco semeia também pouco colherá; mas quem semeia com generosidade, com generosidade também colherá.»(2 Cor 9, 6).
A espiritualidade da Partilha implica uma participação na vida da comunidade que transcende os limites financeiros. Os fiéis participam por estarem envolvidos com a missão da Igreja, por se sentirem parte de cada acção evangelizadora da paróquia. Quanto maior for a nossa conversão a Cristo e à Igreja, mais sentiremos que devemos partilhar generosamente.
No próximo Domingo será distribuído à entrada um envelope a cada pessoa. Depois no ofertório, a seguir a um cântico ou oração que faremos todos juntos, cada um irá depositar o seu envelope fechado no saco da partilha.
As pessoas podem inscrever-se com um tanto por mês, segundo as suas possibilidades, e receber um recibo para efeitos de IRS pela sua partilha.
Trimestralmente serão dadas contas à paróquia do recebido em cada mês. A paróquia irá entrar em obras e precisa de muita generosidade.

 

Catequistas avaliaram ano de catequese 2017/2018

Grupo de catequistas da paróquia esteve reunido a avaliar o ano de catequese. Foi um enorme trabalho ao longo do ano feito com paixão e amor a Cristo e à Igreja. Nos grupos de catequese houve uma presença mais ou menos assídua, a rondar os 80 % de presenças. Já não foi assim na participação na Eucaristia dominical, a parte mais difícil dos catequizandos que, diga-se em abono da verdade, não têm culpa, pois não podem vir se os seus pais não vierem. Não se compreende porque é que muitos pais inscrevem os filhos na catequese, se depois não estão dispostos a ajudá-los a serem cristãos indo com eles à missa ao Domingo. Sem Eucaristia dominical é como semear a seara sem estar disposto a cuidar a sementeira para que chegue à maturidade. Mas, graças a Deus, também há pais que acompanham os filhos todos os Domingos e dão um testemunho encantador dessa solicitude paterna.

 

 

Festa dos Santos Populares a partir das 18h

Os escuteiros de S. José organizam mais uma festa dos santos populares. Haverá sardinhas  e outras iguarias.

Tudo isto tentando baixar a nossa pegada ecológica, diminuindo o consumo de plásticos! Por isso, este ano, traz o teu púcaro ou compra o nosso durante a festa!