EXCURSÕES 2013

 

Com votos de Bom Ano de 2013, venho dar-vos boas novas: As propostas de excursões para 2013. Para todos os gostos. Tomem nota:

1. MONSERRAT – BARCELONA: 2 a 7 de Abril

(Em colaboração com Movimento da Mensagem de Fátima)

Dia 2: Coimbra, Salamanca (Almoço)  Madrid (Jantar e alojamento). Dia 3 : Madrid, Barcelona (almoço em restaurante); Visita panorâmica à cidade. Jantar e alojamento. Dia 4: Barcelona – Monserrat (Visita – Missa – Coro Pequenos Cantores); (almoço). Regresso a Barcelona – visita com guia local. Jantar e alojamento. Dia 5: Barcelona – Torreciudad: visita ao Santuário Mariano; (almoço);  Saragoça: visita. Jantar e alojamento. Dia 6: Saragoça, Madrid (almoço); visita panorâmica. Jantar e alojamento. Dia 7: Madrid – Valladolid: visita e almoço; – Salamanca – Coimbra.

Preço por pessoa, em quarto duplo: até 35 participantes: 620,00€; até 45: 560€; 50: 530,00€.
Suplemento quarto individual: 125,00€

Inscrições até 15 de Março

Continuar...

Formação de Acólitos

 

Foram várias as crianças que, no momento da matrícula na catequese, mostraram interesse em ser acólitos. Essa participação na vida da Igreja é muito importante para a paróquia e por isso mesmo organizou-se uma formação básica, que vai ajudar as crianças a desempenharem esse papel com mais saber e maior segurança. 
Assim, vão decorrer, em princípio, três sessões formativas aos sábados, das 16:30 às 17:30 horas, na Igreja de S. José, previstas para as seguintes datas: 12 e 19 de Janeiro e 2 de Fevereiro.
 
Os responsáveis irão contactar de forma individual, todos os que sinalizaram o interesse nesta formação, mas aceitaremos outros que também queiram descobrir o gosto por servir Jesus na Eucaristia.

Festa da Epifania

A BELA MISSÃO DOS CATEQUISTAS

 

Mons Bernard Housset, Bispo de La Rochelle et Saintes, na Jornada Diocesana dos Catequistas,  em 20 de Outubro de 2012

O nosso departamento trabalha em Casas de correcção e prisões. Sabem que se passam lá coisas maravilhosas? Num Centro, um grupo de homens, em prisão de longa duração, reúne regularmente com as fichas espirituais da temática: «Diaconia. Sirvamos a fraternidade». Um deles escreveu isto: «Esta partilha faz-me avançar no caminho da fé. Para mim, Cristo tornou-se alguém. Agora, quando faço um bolo para mim, faço um segundo para os amigos». Em poucas palavras, está tudo dito. A fé cristã é, antes de mais, uma relação com o Cristo vivo, depois com os outros.
Para introduzir este importante encontro, quero partilhar convosco três convicções.

  1. SER CATEQUISTA É UMA BELA MISSÃO

Trata-se de despertar nas crianças e jovens a fé em Cristo, ou de a estruturar para aqueles que já receberam um primeiro anúncio (Sabem, com certeza, a diferença entre primeiro anúncio e catequese estruturada).Trata-se de propor um comportamento que corresponde a esta fé em Jesus Cristo, educando-os para os valores evangélicos: partilha, generosidade, respeito, perdão, etc.
Para suscitar esta relação com Cristo e com os outros, os catequistas são chamados a vivê-la com as crianças. E a formar-se, para ter as palavras próprias para o dizer, para alimentar esta relação, ao mesmo tempo pessoal e eclesial. Trata-se de guiar as crianças e os jovens pelo caminho da fé onde os catequistas e todos os cristãos avançam ao seu ritmo. Eu próprio, enquanto Bispo, estou também a caminho, sem ter ainda chegado à meta. Todos, catequistas e catequizados, estamos a percorrer o mesmo caminho.
Ponhamos então algumas questões:
Onde estou eu na minha relação com Cristo?
Que tempo tomo por semana para a alimentar na oração, na meditação da Palavra de Deus, e na liturgia?
Como é que os Sacramentos me fazem avançar neste caminho da Fé?
É preciso que estejamos persuadidos que esta relação com Cristo é acessível a todos e não privilégio de alguns.

Continuar...