Curso Básico de teologia 2018/2019

Já há vários anos que funciona no Seminário Maior de Coimbra um curso básico de teologia que forma os diáconos permanentes e qualquer cristão que queira aprofundar os seus conhecimentos teológicos. Da paróquia de S. João Baptista já fizeram o curso completo 4 pessoas e outras se preparam para entrar. Em S. José estão duas pessoas a frequentá-lo.
O curso é de seis semestres e percorre todas as áreas da teologia ( da teologia bíblica à teologia prática), dotando os seus alunos de uma visão geral e fundamentada da teologia cristã, de forma a poderem assumir com mais competência, funções pastorais.
O curso funciona só aos sábados de manhã e algumas disciplinas no princípio da tarde.
Para se matricular é preciso ter o 12º ano. Pode fazer a matrícula indo ao Seminário de Coimbra.
Além do curso geral existem  diversos cursos para ministérios:

Curso para animadores das Assembleias Dominicais sem celebração da Eucaristia e Curso para Orientadores da Celebração das Exéquias:
Estes cursos têm a duração de 3 semestres e são uma preparação específica para estes serviços eclesiais. Exigem por isso, na matrícula que haja uma carta de recomendação do pároco.

Curso para o Ministério extraordinário da Comunhão:
Destina-se a preparar para o serviço litúrgico. Sob proposta do pároco e com uma duração de oito manhãs de sábado (9:00-12:30) prepara cristãos para a distribuição extraordinária da comunhão e para a visita aos doentes.

Curso para o Ministério dos Leitores.
Este curso de preparação de leitores para as celebrações decorre durante 8 manhãs de sábado.

O DOM DA GENEROSIDADE

Em Jesus, somos ricos! S. Paulo diz que “Jesus sendo rico, empobreceu-se para nos enriquecer com a sua pobreza.” Fazendo-se pobre enriqueceu-nos. Quando somos generosos ficamos mais ricos.
Quando cremos em Jesus, recebemos a presença contínua de Jesus, a vida eterna e o amor sem fim de Deus, tudo de graça. Deus é incrivelmente generoso connosco e nós também podemos ser generosos para com outras pessoas e para com Ele.
A generosidade é fruto de um coração cheio de gratidão para com Deus. Ele nos deu tudo e a melhor forma como podemos mostrar a nossa gratidão é partilhando esse amor. Mas Deus não nos obriga a dar. A generosidade não é algo que se possa forçar. Precisa nascer no nosso coração. Quando isso acontece, a generosidade torna-se uma bênção extraordinária.
Generosidade que multiplica: A generosidade multiplica muitas coisas: a alegria, as bênçãos, a gratidão, o louvor a Deus... Em vez de diminuir, as bênçãos que Deus nos dá aumentam quando temos um coração generoso! E Deus, autor de todas as bênçãos, aumenta-as para que possamos dar mais. A generosidade torna-se então um ciclo em que recebemos e damos cada vez mais do amor de Deus.
Quando damos com alegria, Deus também molda o nosso caráter, para sermos mais como Jesus. Em vez de vivermos centrados em nós egoisticamente, passamos a pensar mais nos outros, tal como Jesus fazia enquanto esteve aqui na terra. A Bíblia diz que “há mais alegria em dar do que em receber”, e é verdade. Quando somos generosos, além da alegria de receber bênçãos de Deus, também ganhamos o direito a participar da alegria dos outros!

Continuar...

Adoração Eucarística no verão 2018 _ Aviso

Durante os meses de Julho e Agosto e até 15 de setembro, a adoração eucarística vai ser reduzida em ambas as paróquias.
A partir de 15 de Julho, em S. João Batista, passa a haver adoração só às quintas feiras das 8:00h às 23:00h.
Em S. José, durante o mês de Julho só haverá às terças, quartas e quintas e só das 8:00h às 23:00h, no mês de Agosto ficará apenas a quinta- feira das 8:00h às 23:00h. 

Conselho para os assuntos económicos: Equipa renovada 2018

O Conselho para os assuntos económicos tem uma nova equipa embora com alguns elementos que continuam. Ela é constituída pelo pároco, (Presidente), pelo Secretário, João Manuel Bellino Athaíde Varela que além de ficar com o encargo das atas foi contituído conselheiro para os assuntos jurídicos e pelo tesoureiro  José António Simões Antunes, técnico de informática,  e por mais 3 vogais sendo eles o Carlos Norberto Mateus Barata, economista e contabilista certificado (TOC), Artur Morgado Serra, gestor  que ficou como conselheiro para os assuntos de gestão, e Manuel Enes Pimenta, engenheiro civil, que tem o encargo de velar pelo complexo da igreja no que a reparações e obras diz respeito.